O general Fernando Azevedo e Silva, atual ministro da Defesa, comparou, segundo o jornal O Globo, Jair Bolsonaro a Fernando Collor. Entre os anos de 1990 e 1992, o general Fernando Azevedo e Silva foi ‘ajudante de ordens’ do ex-presidente Fernando Collor e “ficou até o instante final do governo deposto”, segundo o jornal.

Collor já comentou sobre o governo, Collor disse que as atitudes de Bolsonaro “São erros primários.” e que “Continuando do jeito que está, não vejo como este governo possa dar certo”, disse o ex-presidente.