O ex-presidente da Bolívia Evo Morales e Álvaro García Linera chegaram na terça, dia 12/11 na Cidade do México. Na capital mexicana, receberam ‘asilo político’ após terem deixado o governo da Bolívia no domingo passado.

Em um dos pronunciamentos, Evo Morales disse: “Se algo eu tenho de pecado é ser indígena, implantar programas sociais para os mais humildes. Eu acredito que só pode haver paz na Bolívia com justiça social”, falou ele.

Depois discursou agradecendo por estar vivo no México e disse: “Enquanto eu viver, seguirei na política, seguirei na luta”.

Evo Morales deverá permanecer no México enquanto a turbulência em seu país continua a todo vapor.