Após adiamentos, o requerimento que solicita revogação do acordo assinado há 10 anos, no governo Lula, foi analisado na Câmara

A Câmara dos Deputados discutiu ontem o requerimento que pediu a revogação do acordo ortográfico entre países lusófonos, de 1990, em vigor há dez anos.

A sessão ocorreu na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, em Brasília. O pedido foi feito pelo deputado Jaziel Pereira de Sousa, do Partido da República (PR), e contou com o apoio da deputada Paula Belmonte, do Cidadania.

Em sua página do Facebook, o Jaziel Pereira disse que havia convocado a reunião porque “o acordo para unificação ortográfica da Língua Portuguesa nos países lusófonos não alcançou a eficácia esperada”. Citando um dos maiores estadistas brasileiros, disse ainda “Como bem disse Rui Barbosa, amar a Língua é uma das mais sublimes formas de amar à Pátria” (sic).

A reunião no Parlamento contou com nomes como Sérgio Pachá, ex-lexicógrafo chefe da Academia Brasileira de Letras, e o professor e filósofo tomista Sidney Silveira – ambos estão no documentário Brasil, Alma Portuguesa, o qual analisa os aspectos da formação da identidade brasileira e suas conexões com os lusitanos – inclusive na língua portuguesa.

A reunião já havia sido adiada por duas vezes. No requerimento entregue em abril passado, o deputado Jaziel disse que “o Presidente Bolsonaro expressou a possibilidade de revogação desse acordo”, dando a entender a necessidade patente do debate na Casa.

Confira aqui a audiência na íntegra.

Texto: Lucas Daniel Tomáz de Aquino

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here