Lucas Daniel Tomáz de Aquino, músico brasiliense, lançou ‘The synthwave Concert’, em agosto, pela Indiefy Records com timbres oitentistas

Em 2011, o filme Drive, com Ryan Gosling, trouxe à tona a música Nightcall, de Kavisnski, a qual formaria todo um gênero da década de 2010, o Synthwave. Após isso, houve uma onda oitentista em toda a cultura, até hoje. Uma prova disso é a série Strange Things, da Netflix. Chamado também de Vaporwave, Retrowave, Outrun ou simplesmente Synthwave, o estilo musical inaugurado no cinema fez uma legião de fãs pelo mundo.

Baseado nos timbres de sintetizados da década de 1980, o estilo é bem completo em termos de cultura. A estética é singular e faz parte de todo o aparato da “onda”. Carros em alta velocidade, sol ardente no horizonte, coqueiros, pisos quadriculados, neon, cores berrantes, especialmente o roxo e o púrpura, formas geométricas, tudo invocando o passado pensando sempre no futuro.

No cinema, é inspirado em Johgn Carpenter e seus filmes, especialmente da década de 19080 e 1990. Na literatura, por James Sallis e seu aclamado Drive. A própria capa da versão original tem este clima oitentista. Nos games, temos, dentr outros, Music Racer, jogo “arcade” o qual a jogabilidade depende da música synthwave que você coloca (a estética 80’s ajuda muito). Na TV, Miami Vice e demais séries e filmes. Na música, os sintetizadores icônicos da Década Perdida.

Lucas Daniel Tomáz de Aquino lançou este ano “The synthwave concert”, álbum do estilo

Algumas características são o baixo sintetizado, tempo de 120 bpm, texturas e melodias como chicletes, tudo isso dentro de um DeLorean, à noite, com as luzes dos néons da cidade refletindo em seu óculos escuro.

Este ano, o músico brasiliense Lucas Daniel Tomáz de Aquino lançou um álbum de synthwave. E se um estilo compreende toda uma década, o retrowave que teve início em 2011 foi bem representado.

O estilo mostra assim que ao invés de haver saturação ou excesso de nostalgia pela década perdida, o que há novos movimentos, roupagens e interesses pelos anos 1980. Stranger Things confirma isso.

 

 

 

Vamos às tracks:

Kavinski – Nightcall
(Tema de abertura do filme Drive, de 2011)

 

Lucas Daniel Tomáz de Aquino – Tell us what we are
(EP de estreia no synthwave, integrou no mesmo ano o álbum “The synthwave concert”)

 

Miami Nights 1984 – Accelerated

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here